Image Alt

Notícias

  /  Notícias

A formação profissional contínua desenvolvida pelo empregador não tem de ser certificada (podendo sê-lo ou não, dependendo do tipo de entidade que a desenvolve). O empregador que desenvolve formação contínua, ao abrigo do Código do Trabalho, não tem de ser uma entidade certificada (ou recorrer a uma) para poder ministrar formação profissional contínua, bastando apenas ter

Em matéria de formação contínua, o empregador deve: promover o desenvolvimento e a adequação da qualificação do trabalhador, visando melhorar a sua empregabilidade e aumentar a produtividade e a competitividade da empresa; assegurar a cada trabalhador o direito individual à formação, através de um número mínimo anual de horas de formação, por meio de ações desenvolvidas